3 dicas para uma boa gestão de estoque

O controle de estoque é o método de registro de acompanhamento dos ativos da sua empresa, sejam matérias-primas, produtos e/ou mercadorias vendidas. A partir de um caderno, planilha até um sistema, com esse monitoramento sua empresa pode otimizar o investimento em estoque, espaço de armazenamento, estimar as vendas e entender o que realmente funciona no seu empreendimento.

  1. Defina o estoque mínimo, máximo e de segurança

A etapa anterior, isto é, a Curva ABC também ajuda a estabelecer o estoque máximo, o estoque mínimo e o estoque de segurança de cada item. A partir dos cálculos, você pode se basear nos seguintes conceitos:

Estoque mínimo: baseia-se no giro e total de vendas de cada produto. É quantidade necessária para sustentar a produção e a demanda.

Estoque máximo: baseia-se na estimativa do melhor cenário de vendas. Ou seja, o prevê o crescimento do negócio somado à sua capacidade de estoque e produção.

Estoque de segurança: é um meio termo entre o estoque mínimo e o estoque máximo. Avaliando as variáveis de venda e produção, buscando um equilíbrio.

  1. Faça um inventário de estoque

O inventário consiste em calcular o valor total de produtos disponíveis no estoque. Esse cálculo é feito após o cadastro, a contagem e a categorização de todos os itens.

Com o inventário em mãos, fica muito mais fácil fazer um controle de estoque eficiente. Quando o gestor sabe exatamente qual é o capital que está investido em insumos e mercadorias armazenadas, ele pode planejar ações estratégicas para otimizar o giro de estoque. Dessa forma os produtos e o dinheiro da empresa não ficam parados por muito tempo.

  1. Verifique quanto deve armazenar

Nem todas as empresas têm condições de manter grandes quantidades de insumos e mercadorias. Afinal, existem vários fatores que pesam contra a armazenagem de grandes quantidades, como: prazos de validade, alto custo dos itens, custo de oportunidade (dinheiro parado), falta de infraestrutura, etc.

Portanto, o objetivo é sempre manter o controle do estoque em um nível equilibrado — nem pouco a ponto de sabotar as vendas, nem muito a ponto de prejudicar o fluxo de caixa. Contudo, há casos em que vale a pena fazer compras maiores.

4. Dica bônus: Tenha um bom ERP!

É claro que a forma como você obtém informações e organiza elas importa muito, por isso é essencial ter um bom ERP para fazer a gestão de seu negócio. A Velit possuí um dos melhores sistemas de gestão de estoque do mundo quando se trata do setor de autopeças, por sermos especialistas e termos mais de 20 anos de experiência no mercado, entendemos bem das necessidades comuns do nicho. Gostaria de saber mais? fique a vontade para entrar em contato e tirar dúvidas, ou solicitar uma demonstração.

Como reverter o fluxo de caixa negativo

Terminar o mês com saldo negativo é uma experiência assustadora para qualquer empreendedor. Porém, quando falamos de pequenas empresas, a questão torna-se vital. Isso porque não saber como enfrentar e lidar com o fluxo de caixa negativo pode levar o negócio à falência.

Conhecer a área e dominar os processos de produção é insuficiente, se não aliados à gestão estratégica e controle financeiro. Para superar esses problemas é preciso traçar um plano de negócio claro, objetivo e, sobretudo, realista. Ele deve oferecer um caminho bem delineado em relação ao posicionamento de mercado, marketing, produção e afins.

Toda e qualquer atividade precisa ser registrada. Para manter o controle de fluxo de caixa organizado, você pode optar por controlar o caixa diário, semanal ou mensalmente. Porém, é importante evitar períodos muito longos, pois nesses casos, o risco de perder o controle é grande.

Identifique as operações

Uma maneira de fazer com que o fluxo de caixa seja objetivo, é separar as receitas das despesas por cores. É possível ainda separar as receitas e despesas que são periódicas, nesse caso fica fácil fazer previsões de recebimentos e pagamentos.

Planejamento

Manter seu fluxo de caixa organizado facilita a produção de projetos a médio e longo prazo. Sabendo como seu dinheiro está sendo investido, é possível avaliar o panorama e prever eventuais necessidades financeiras. Com a projeção de seus ganhos e gastos,  a escolha das atividades torna-se automática.

Crie centros de lucro/custo

Como apontado acima, você pode usar infográficos, tabelas ou imagens, separando os blocos de projetos que têm o melhor custo/benefício, daqueles que não têm ou precisam ser repensados para gerar mais lucros. O importante é entender o funcionamento de seu negócio.

Invista em um software de gestão

Há diferentes modos de se organizar o fluxo de caixa, planilhas, programas e até em um simples caderno. Porém, o mais indicado é manter um sistema online especializado. Isso porque com um software de gestão, as informações serão atualizadas de modo automático, facilitando o controle. A Velit fornece para sua empresa uma ferramenta completa para que sua empresa fique sempre no azul!

Uma ferramenta para aumentar sua receita e seus lucros: Curva ABC

 

O que seria essa ferramenta?

A Curva ABC é um método de classificação e agrupamento de itens, com base em sua importância, para a geração de receita e lucratividade de uma empresa. Criado a partir da teoria de Pareto, no século XIX e aplicado por diversos administradores, como Joseph Moses Juran, da General Eletric, que ao analisar problemas relacionados à qualidade dos produtos da empresa, onde foi possível constatar que 80% da riqueza das empresas são provenientes de apenas 20% de seus produtos ou clientes.

Em quais áreas da minha empresa posso utilizar?

Existem inúmeras possibilidades em se aplicar a Curva ABC, como, por exemplo, sempre que for possível agrupar itens, pessoas, elementos ou fatores que interfiram diretamente na receita ou lucratividade da empresa, veja duas aplicações.

Curva ABC para clientes

De acordo com a Curva ABC, 80% das vendas vem de 20% dos clientes. Para entender melhor vamos separar os clientes em três classes:

 

Obviamente, esses números variam em cada empresa, de acordo com seus critérios de avaliação. Mas, em regra geral, a Curva ABC de clientes atende a maioria das empresas.

E como a Curva ABC de clientes pode ser usada em seu negócio?

Curva ABC na Gestão de Clientes

A classificação de sua clientela em classes A, B e C possibilita um atendimento diferenciado para cada classe. A partir da análise das características de cada um desses grupos, você poderá traçar o perfil de compra e entender as demandas específicas de cada consumidor. Tendo clareza quanto à frequência de compras, produtos preferidos, etc.

Conhecendo melhor o perfil de seus clientes, você poderá investir na fidelização da classe A e traçar estratégias de relacionamento com os outros grupos, visando incentivar cada um a “subir de classe”.

A Curva ABC pode ajudar também em uma área essencial para o sucesso do seu negócio: a gestão do estoque.

Entenda rapidamente o que é E.D.I !

E.D.I ou Electronic Data Interchange – Significa : Troca Eletrônica de Dados.

OK! Não entendi! 🙁

E.D.I pode ser entendido como uma transferência eletrônica de informações entre sistemas por meio de um documento estruturado( que deve respeitar uma estrutura) viabilizando a troca de dados entre empresas.

Tradicionalmente,essas operações são feitas da seguinte forma: uma empresa X gera uma documentação necessária para um determinado processo e após as verificações, estes documentos são encaminhados para empresa Y. A empresa Y, após nova averiguação destes documentos e confirmação a integridade das informações, gera uma arquivo com a informações que a empresa demandadora solicitou.

A intenção da utilização do EDI é automatizar todo esse procedimento, eliminando a quantidade de papéis que estes processos utilizam além de aumentar a agilidade, produtividade e precisão de informações.(Sem contar na redução dos custos)

Qualquer software house consegue fazer um E.D.I, basta que haja a documentação necessária para implementa-la! O VELIT-ERP já está totalmente adequado a integração de E.D.I! Solicite uma análise por parte do nosso time para a integração que você deseja!

E ai ? Gostou da nossa dica ? 🙂
Conheça o VELIT-ERP! Solicite uma demonstração gratuita no nosso site!

A importância de um sistema de gestão para sua Loja de Autopeças
Sabemos que gerenciar uma loja de autopeças não é nada fácil!

 

São diversos produtos altamente diversificados que levam a uma necessidade de um grande estoque, além de diversos fornecedores diferentes e as vezes até mesmo prestação de serviços diversos.  Um bom software especializado no seu setor pode garantir maior lucratividade e menos retrabalho e perdas para o seu negócio. Confira alguns dos fatores que mostram a importância de ter um software especializado para sua loja de autopeças.

Crescimento financeiro

Um software de gestão completo fornece informações referentes ao desempenho financeiro da empresa, por meio da integração com a área de contabilidade. Ao analisar as informações obtidas com ferramentas, como o DRE (Demonstração de Resultado do Exercício) e o Fluxo de Caixa, é possível avaliar a situação da saúde financeira da empresa. Ter essas informações em mente no momento de tomar decisões referentes a investimentos, por exemplo, é a chave para o crescimento saudável e sem riscos.

Controle de estoques e inventário

A solução ainda inclui a gestão de estoque e inventário, ponto extremamente importante para a manutenção de uma loja de autopeças. Isso porque controlar esses índices permite saber quais são os itens necessários no estoque. Dessa forma, se evitam problemas como a falta de mercadoria, alto volume de compras de urgência, atrasos no atendimento de pedidos, ocupação desnecessária de espaço, baixa rotatividade de estoque, entre outros.

Auxílio no planejamento estratégico

A importância de um software de gestão se dá, principalmente, por sua capacidade de gerar relatórios que permitem avaliar o atual cenário do negócio. Ao fornecer informações referentes ao Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente e Gestão dos Pedidos de Venda, por exemplo, é possível medir o faturamento e até mesmo a imagem da empresa. Esses dados são fundamentais para traçar os melhores planos para o futuro, direcionando os investimentos de forma estratégica e buscando aproveitar as melhores oportunidades do mercado.

Cumprimento de prazos

Utilizar uma plataforma de gestão acaba com os riscos de esquecer prazos de pagamentos e recebimentos, sejam eles de empréstimos, fornecedores ou tributos. A empresa pode programar a entrada e saída de dinheiro, a partir do alerta emitido pelo software. Além disso, a plataforma pode auxiliar na gestão das vendas feitas pelos funcionários, aumentando a transparência e facilitando o processo de pagamento de comissões.

Redução de custos

Apesar de ser visto como um gasto por muitos gestores, o investimento em um sistema de gestão traz várias vantagens para uma empresa, tornando a relação custo-benefício altamente compensatória. Porém, não termina por aí: um software de gestão também auxilia na redução de custos, que pode ser alcançada de diversas formas, como:

 

Outro ponto que vale a pena ressaltar é a disponibilidade das informações, que são constantemente atualizadas. Isso influencia diretamente a tomada de decisão, tornando as escolhas do gestor mais inteligentes e acertadas. Além disso, a possibilidade de manter uma base de dados sólida e a análise de relatórios ajuda a entender melhor os resultados alcançados, compará-los aos objetivos e redirecionar a estratégia, para que as ações estejam alinhadas com o que se busca.

Integração entre processos e áreas

O investimento em um sistema, principalmente quando ele é integrado — como é o caso do VELIT ERP— permite que os processos e áreas dentro da empresa estejam integrados. Mais uma vez isso quer dizer que as informações ficam centralizadas, além de facilitar o acesso e o compartilhamento desses dados.

Tudo isso melhora o fluxo de informações e otimiza a comunicação interna sem que dependa das pessoas. Assim, quando se realiza uma venda, por exemplo, as áreas comerciais, de estoques e financeiro, por exemplo, já possuem (por meio do sistema) tudo que é necessário para executar a rotina: desde a inserção do pedido e conferência da disponibilidade, até a emissão de documento fiscal.

Utilizar um software de gestão em uma loja de autopeças traz uma série de vantagens, indo desde o gerenciamento de estoque até o controle das despesas. Mesmo em um ramo que exige tanta competência do fator humano, a importância de um software de gestão não pode ser esquecida, como meio de proporcionar um crescimento constante e saudável para a empresa.

Quer conhecer mais sobre o nosso software?  Entre em contato!

Copyright © Velit Tecnologia da Informação 2021.Todos os direitos reservados.