Reduza os custos de sua empresa de forma eficaz!

Dicas para reduzir custos sem perder a qualidade

Existem muitas estratégias de redução de custos nas empresas que podem ser adotadas pelo seu negócio. É preciso estudar cada uma delas para que seja possível entender qual é a melhor para o seu tipo de companhia. Veja algumas dicas que podem ajudar:

Invista na sua gestão financeira

O primeiro passo é desenvolver um bom planejamento financeiro empresarial. Para isso, é preciso analisar se os recursos estão recebendo uma administração eficiente, com um controle sobre os indicadores financeiros. Também verifique se as contas a pagar e a receber estão sendo adequadamente gerenciadas.

Todos esses fatores contam muito na hora de manter os custos controlados, portanto, é preciso investir em bons profissionais e também em tecnologia. Dessa forma, a gestão financeira poderá ser feita de maneira mais eficiente e precisa.

Revise seu regime tributário

Outro fator que pode contribuir para os custos altos é o regime tributário adotado pela empresa. Ter o regime errado pode ser uma grande fonte de gastos, que suga os recursos da companhia. Por isso, o ideal é estudar todas as alternativas e identificar qual regime faz mais sentido para ser implementado.

A economia que essa ação gera pode representar uma grande redução de custos, quando há uma organização dos tributos que devem ser pagos. Assim, a empresa é capaz de investir o que foi economizado nas áreas que realmente causam impacto.

Faça a gestão do capital intelectual

Otimizar a forma com que a equipe de trabalho atua também pode representar uma redução de custos. A gestão do capital intelectual deve ser feita por meio de treinamentos e programas de desenvolvimento pessoal. Isso porque a capacitação dos profissionais ajuda a evitar erros que geram gastos.

Além disso, o investimento no capital humano faz com que seja possível reter talentos e diminuir o índice de turnover. Afinal, para substituir um profissional que deixa a empresa, será necessário investir em um processo seletivo que demandará valores financeiros para encontrar candidatos.

Negocie com os fornecedores

Outra dica importante que pode ajudar no processo de reduzir custos é ter um bom relacionamento com os fornecedores, para que seja possível negociar com eles. É preciso levar em conta mais do que apenas o preço oferecido pelo fornecedor. Neste caso, a qualidade também deve ser considerada.

Portanto, se for o caso de fazer uma substituição, é preciso encontrar um equilíbrio entre um preço acessível e uma qualidade adequada. Com isso, é possível melhorar a sua margem de lucro de forma eficiente.

Priorize a gestão de qualidade

gestão de qualidade é essencial para reduzir o churn — métrica que aponta o quanto a sua organização perdeu de clientes ou de receita —, em determinado período. O aumento desse índice resulta no crescimento dos custos com captação de clientes.

Isso porque atrair um novo consumidor pode ser mais difícil e custoso do que mantê-lo. Para preservar o seu público por mais tempo, ofereça um atendimento personalizado a ele. Essa medida, além de ser uma das estratégias de redução de custos nas empresas, também melhora o relacionamento com os clientes.

A Velit ERP tem o que sua empresa precisa para fazer uma gestão de forma eficaz e conseguir não só reduzir os custos como também aumentar os lucros. Gostaria de saber mais? Entre já em contato conosco e solicite um ORÇAMENTO GRÁTIS!

Vendas pelo WhatsApp

Como vender usando o WhatsApp

Não existe uma fórmula certa para vender, disso nós sabemos. O que existe mesmo é uma série de práticas que vão te ajudar a melhorar a forma como enxergam sua marca, bem como sua estratégia de venda e isso sim, vai te trazer bons frutos.

Separamos aqui uma série de dicas para que você possa incluir na sua rotina de vendas e te ajude a melhorar a performance da área. Acompanhe!

Divulgue seu número de telefone

Use as redes sociais de sua empresa para divulgar o seu contato telefônico como na bio do Instagram, em sua fanpage no Facebook, entre outras.

Você ainda pode criar alguma campanha de e-mail marketing fazendo essa divulgação. O importante é conseguir alcançar o maior número de pessoas.

Quando você divulga seu número de telefone, é importante também informar aos usuários o tipo de conteúdo que você enviará por aquele canal de comunicação.

Outra ação também é solicitar que os usuários enviem uma mensagem ao adicionar o número de telefone da sua empresa. Assim, fica mais fácil saber quem tem o seu contato adicionado e você pode incluir em suas listas de transmissão.

Solicite os contatos telefônicos

Para que a sua estratégia de vendas pelo WhatsApp tenha sucesso, é preciso ter um número suficiente de contato telefônico das pessoas que se interessam pelos seus produtos e conteúdos.

Uma boa estratégia é usar campos nos formulários de cadastramento para solicitar esses contatos. Além disso, você pode criar um botão em seu site com o foco direcionado para o atendimento via WhatsApp. Isso ajuda a aumentar sua agenda de contatos.

Cadastre os números de seus clientes

Agora que você já tem os contatos, o próximo passo é adicioná-los em sua agenda. Isso é, claro, vai demandar um pouco de tempo, e principalmente se você já tem um bom número de contatos, mas esse registro é imprescindível.

Salve os contatos com nome e sobrenome para que você consiga ter uma comunicação personalizada para seus clientes. Isso ajuda na experiência do usuário.

Como aumentar as vendas online

Se você acompanha o mercado de e-commerce brasileiro, provavelmente já entende a relevância do comércio de autopeças. O segmento movimentou cerca de R$ 483 milhões só no primeiro semestre de 2017 e ficou em 10º lugar no ranking do e-commerce do país no período, de acordo com estimativas da Ebit.
Alguns dos fatores que fazem o setor de autopeças ter tamanho potencial são a variedade de itens, o ticket médio atrativo para lojistas e a demanda constante de produtos desse tipo.
Pensando em ajudar lojistas que querem investir no ramo, nós listamos a seguir algumas dicas imperdíveis de como vender mais autopeças pela internet.

1) Ter um planejamento bem estruturado

Aqui no Blog Velit, nós sempre destacamos a necessidade de os lojistas terem uma estratégia de negócio bem definida. Tal planejamento é importante para que as empresas tenham boa performance operacional e mantenham-se focadas em seus objetivos – sem isso, elas acabam ficando mais vulneráveis e fadadas ao amadorismo.

Por essa razão, dedique um tempo para definir a estratégia comercial da sua loja. Tenha em vista aspectos como o público-alvo que você deseja atingir – idade, interesses, região geográfica, etc. –, o foco da empresa, o portfólio de autopeças, as campanhas de marketing e as metas que devem ser alcançadas ao longo do ano.

Lembrando que o Velit-ERP também fornece dados sobre a sazonalidade de peças, as peças mais pedidas e muitas outras informações importantes na hora de definir essa estratégia, tudo com a máxima precisão.

2) Criar campanhas promocionais

Fazer promoções é uma das formas mais eficientes de atrair clientes e impulsionar as vendas. Por isso, sugerimos que você realize com frequência ações desse tipo. Entre as principais vantagens relacionadas a essa prática estão:

 

Uma dica que muitos clientes têm utilizado é de fazer promoções com aqueles itens que estão parados a mais de um ano, pela nossa gestão de estoque, você consegue ver detalhadamente a quanto tempo você tem uma peça parada e assim conseguir girar o estoque de maneira mais eficiente.

3 – Se aproxime de seus clientes

Reveja o seu modelo de negócios, a sua forma de entregar produtos, agregue serviço, agregue valor.
Exemplo: se você tem uma loja física, um pequeno varejo, inove, ofereça serviços aos seus clientes em casa.
Você tem o contato do seu cliente? Envie mensagens ofertando serviços especiais como amostra e entrega em domicílio de produtos.

Esperamos que essas dicas tenham sido úteis para você. Entre em contato e saiba como nosso sistema pode te ajudar ainda mais!

Invista em Gestão

Processos gerenciais são um conjunto de atividades realizadas para atingir um determinado propósito. É um processo de definição de metas, planejamento e / ou controle da organização e condução da execução de qualquer tipo de atividade.

Na maioria dos casos, seguimos um processo para realizar algo de forma consistente sempre que precisamos concluir uma tarefa.

Por exemplo, todas as manhãs você acorda e se prepara para ir aonde precisa ir. Muitos de nós realizamos a mesma rotina.

Acompanhar os processos de uma empresa, sejam eles produtivos ou comerciais, e analisar seus reflexos são tarefas que exigem empenho, constância e, consequentemente, tempo. Coletar informações, registrá-las e atualizá-las também são ações importantes que organizam a gestão e que viabilizam seu desenvolvimento, mas isso exige que você reserve parte do seu dia para cuidar da questão.

Vale lembrar que o Velit-ERP é um software que facilita sua vida nesse sentido. A gestão de processos e a geração de dados fica mais fácil quando você utiliza nosso software. Além da precisão dos dados, os gráficos ajudam de maneira visual e prática a perceber as mudanças que podem e/ou devem ser tomadas para alcançar o sucesso da sua empresa.

Nova lei LGPD, como isso afeta sua empresa?

Em fevereiro de 2020, entrará em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), e qualquer um que não se adequar a ela poderá pagar uma bela multa.

Sancionada pelo presidente Michel Temer, a Lei 13709/18 é inspirada na versão europeia da mesma lei (GDPR), e estabelece regras claras sobre coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de dados pessoais, e qualquer um que não cumprir as normas ditadas pela norma poderá pagar multas que podem variar entre R$ 50 milhões e 2% do faturamento total da empresa.

Ao contrário do que parece, a LGPD não se aplica apenas a empresas do segmento de tecnologia, mas a qualquer uma, tanto no setor público quanto no privado, que colete dados de seus usuários. Isso quer dizer que instituições bancários, cadastros de condomínio e até algumas páginas do Facebook deverão se adequar à nova lei de proteção de dados caso não queiram sofrer as sanções.

Além da multa, as empresas que não que não se adequarem à legislação também enfrentarão outras penalidades, como a dificuldade em fechar parcerias com outras operadoras de serviço.

A Velit garante a segurança de dados que nossos parceiros possuem, por isso, o que acaba sendo uma tranquilidade a mais para quem já é parceiro Velit. Venha você também fazer parte dessa história de sucesso!

Como reverter o fluxo de caixa negativo

Terminar o mês com saldo negativo é uma experiência assustadora para qualquer empreendedor. Porém, quando falamos de pequenas empresas, a questão torna-se vital. Isso porque não saber como enfrentar e lidar com o fluxo de caixa negativo pode levar o negócio à falência.

Conhecer a área e dominar os processos de produção é insuficiente, se não aliados à gestão estratégica e controle financeiro. Para superar esses problemas é preciso traçar um plano de negócio claro, objetivo e, sobretudo, realista. Ele deve oferecer um caminho bem delineado em relação ao posicionamento de mercado, marketing, produção e afins.

Toda e qualquer atividade precisa ser registrada. Para manter o controle de fluxo de caixa organizado, você pode optar por controlar o caixa diário, semanal ou mensalmente. Porém, é importante evitar períodos muito longos, pois nesses casos, o risco de perder o controle é grande.

Identifique as operações

Uma maneira de fazer com que o fluxo de caixa seja objetivo, é separar as receitas das despesas por cores. É possível ainda separar as receitas e despesas que são periódicas, nesse caso fica fácil fazer previsões de recebimentos e pagamentos.

Planejamento

Manter seu fluxo de caixa organizado facilita a produção de projetos a médio e longo prazo. Sabendo como seu dinheiro está sendo investido, é possível avaliar o panorama e prever eventuais necessidades financeiras. Com a projeção de seus ganhos e gastos,  a escolha das atividades torna-se automática.

Crie centros de lucro/custo

Como apontado acima, você pode usar infográficos, tabelas ou imagens, separando os blocos de projetos que têm o melhor custo/benefício, daqueles que não têm ou precisam ser repensados para gerar mais lucros. O importante é entender o funcionamento de seu negócio.

Invista em um software de gestão

Há diferentes modos de se organizar o fluxo de caixa, planilhas, programas e até em um simples caderno. Porém, o mais indicado é manter um sistema online especializado. Isso porque com um software de gestão, as informações serão atualizadas de modo automático, facilitando o controle. A Velit fornece para sua empresa uma ferramenta completa para que sua empresa fique sempre no azul!

As Métricas São Mesmo Importantes?

Se só é possível gerenciar aquilo que se mede, é simplesmente inviável administrar bem uma empresa sem contar com mecanismos de aferição dos resultados, afinal, são esses números que oferecem subsídios para que o diagnóstico de qualquer situação se consolide. Pense bem: sem métricas é impossível promover os ajustes necessários às movimentações da economia corporativa, pois não existem dados nos quais se apoiar. Assim, quando não existe o devido acompanhamento, verificar os status das iniciativas, bem como a assertividade das decisões tomadas ou se é necessário alterar a estratégia do negócio, por exemplo, tornam-se ações impraticáveis.

Nesse contexto, assegurar o monitoramento do desempenho por meio de métricas é essencial, independentemente do tamanho ou do tipo da empresa. Mas calma, porque também não há razões para alarde! Sabia que existem soluções em software específicas que fazem com que o acompanhamento das métricas seja muito mais dinâmico e simples, não importando o perfil da organização ou o nicho de mercado? Confira nosso post de hoje e fique por dentro desse assunto:

Melhore o planejamento estratégico

Espera, o monitoramento não vem apenas depois de planejarmos? Sim; no entanto, o planejamento estratégico do negócio também deve ser revisado constantemente, certo? Para fazer um bom plano, você precisa de informações relevantes, afinal, as metas e objetivos não podem ser definidas por meros achismos. Ao monitorar constantemente o seu negócio por meio de métricas, você está levantando as informações necessárias para reformular a estratégia da sua empresa de maneira muito mais segura e confiável.

Flexibilize a gestão do negócio

Por falar em planejamento, nem sempre as estratégias e ações que definimos nessa etapa tão importante da gestão empresarial ocorrem da maneira como pensamos. O que fazer nesse momento? Seguir cegamente a “cartilha” definitivamente não é a melhor opção. As métricas auxiliam o gestor a identificar quaisquer problemas e, dessa forma, fazer uma correção de rota sempre que essa ação for necessária. Assim é possível flexibilizar a empresa, evitando que o caminho traçado no planejamento acabe levanto a todos para a ruína.

Acabe com os gargalos de produção

Métricas são sinônimo de eficiência. Afinal, com elas você consegue identificar os famosos gargalos de produção, processos que apresentam falhas, como desperdícios de recursos, retrabalho, entre muitos outros problemas. Eliminá-los é o segredo para a manutenção de uma empresa sustentável. Muitos gestores, no entanto, enfrentam problemas para detectar esse tipo de falha. Em grande parte dos casos, isso ocorre justamente pela falta das métricas necessárias para avaliar o desempenho da empresa. Em outras palavras, com as métricas você pode fazer um tipo de manutenção constante do seu negócio!

Melhore os resultados da empresa

Fim dos gargalos de produção, flexibilização do negócio e planejamento mais assertivo. Bom, você deve ter percebido que, ao final de tudo, o uso de métricas ajuda o gestor a melhorar os resultados da empresa, certo? Não podemos mais ignorar a fase de monitoramento, tão necessária que é elencada como uma das etapas principais da gestão empresarial em cursos de administração. Você deve ter o cuidado para verificar se o seu negócio é saudável para que possa traçar melhores estratégias em todos os setores, do marketing ao financeiro. No final, essa é a medida necessária para que você consiga formar uma empresa ainda mais competitiva no mercado.

A Velit traz em sua ferramenta a melhor plataforma para você fazer a gestão de seu negocio, entre em contato com um de nossos vendedores através do formulário ou telefone e saiba mais!

PEPS, seu lucro pode ser maior!

PEPS significa Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair. Funciona da seguinte maneira: o que chega antes ao depósito deve ir embora primeiro, e o que chega por último vai embora por último. Através disso, você pode fazer o gerenciamento do estoque de maneira segura.

Em razão das características do método, os primeiros produtos a chegarem ao depósito definirão o valor total do estoque. Uma das vantagens de realizar essa abordagem é que o cálculo de valores não será baseado em estimativas.

Toda operação realizada em estoques passa a ter custo e lucro real. Além disso, os itens a serem retirados seguirão uma ordem lógica e sistemática. Essas qualidades do PEPS garantem que exista sempre uma organização abrangente. Outra vantagem é a diminuição de prejuízo causado por perdas de itens. O método evita que produtos novos sejam vendidos antes daqueles que já estão no estoque há muito tempo.

Para ficar claro, vejamos um exemplo de como o método funciona. Imagine uma loja que comercializa bolsas. No seu depósito há 100 modelos, cujo preço pago foi de R$ 10,00 em cada uma. O custo do estoque é então de mil reais. Antes de o fornecedor receber o próximo pedido, foram vendidas 80 bolsas. Você solicita então mais 100 modelos. Mas digamos que o valor do produto subiu, e agora cada uma custa R$ 11,00 . Segundo a metodologia adotada através do PEPS, das próximas 100 peças que você vender, 20 delas terão o custo de R$ 10,00, e 80 de R$ 11,00.

A partir disso, será facilmente calculado o valor que você receberá sobre cada remessa. Se a diferença do segundo lote (u1 real) não for cobrada do consumidor, isto é, se for vendido tudo pelo mesmo preço, o lucro será 1 real menor sobre cada produto da remessa. O método, em suma, ajudará a você saber o lucro exato sobre cada operação. Além disso, facilitará o processo de tributação pelos órgãos reguladores.

Negócio de família, dicas para o sucesso!

Os negócios familiares são uma característica marcante do povo brasileiro, talvez começando a partir de uma simples conversa descontraída, mas sendo que em diversas vezes pode causar uma certa dor de cabeça, correto?! Pensando nisso trouxemos algumas dicas que podem ser muito úteis quando o objetivo é o sucesso!

1. Uma pessoa tem que liderar

Liderança é a alma do negócio e, portanto, é imprescindível que alguém lidere mesmo dentro de uma empresa familiar.

Há casos em que os membros constituem um capital equânime, ou seja, cada um entra com o mesmo tanto de dinheiro e todos acham que são líderes, “chefes” do negócio. Isso é um equívoco!

Conhece aquele velho ditado que diz “muito cacique para pouco índio”? Pois é, se você não quer ver sua empresa ruir graças à competição por poder e autoridade, é essencial determinar apenas uma pessoa para ser líder, gestor e administrador da empresa.

Para tomar essa decisão é importante por sempre na balança as qualidades pessoais e técnicas desse representante. Também é imprescindível que esta pessoa possa se dedicar exclusivamente as atividades da organização.

Definido quem irá liderar a empresa, é importante que todos se conscientizem e entendam o porque da escolha, respeitando-a.

2. Defina sempre regras

Muita gente pensa que ter uma empresa familiar significa trabalhar quando e como quiser, não justificando ausências ou até mesmo tirando férias fora de hora. Este é outro gigantesco erro!

Para que uma empresa cresça e tenha bons resultados, é indispensável à existência de regrasque determinem como os membros da organização irão se portar.

É claro que é muito mais fácil lidar com imprevistos quando se está junto a pais, irmãos e tios. Porém é importante que fique claro que trabalho é trabalho. As pessoas não podem simplesmente se ausentar ou mudar rotinas e horários levianamente.

Para que todos tenham bons lucros no fim do mês, todos devem se empenhar nesta conquista e a definição de regras é a base para este andamento.

E, mais: vale ressaltar que as regras devem ser iguais para todos os membros da empresa, ok?

Guia de Gestão de Equipes

3. Pratique o planejamento

O planejamento é a base do sucesso de qualquer tipo de empresa, seja ela familiar ou não, pequena, média ou grande. Planejar é pontapé inicial de quem quer fazer tudo direito e bastante certo!

Dentro desta modalidade administrativa é possível traçar e definir metas e objetivos que devem ser sempre de conhecimento de todos.

A definição da missão, visão e dos valores da empresa também deve ser tratada como prioridade dentro do planejamento, visto que norteará o dia a dia de todo o negócio.

Uma dica bem interessante e que vale a pena ser anotada é que sejam marcadas reuniões periódicas com todos os membros da família que tem porcentagem no negócio. Nesses encontros serão definidos alguns planejamentos, como estabelecimento de estratégias e ações e assim por diante.

4. Determine o salário de cada membro da família

Assim como nos casos em que a empresa é constituída por uma só pessoa, a empresa familiar não deve ter todo o seu lucro tratado como fonte de renda dos sócios. Pelo contrário, é essencial que os pró-labores estejam previstos nas planilhas de gastos, sendo que a diferença deverá sempre ser aplicada no próprio empreendimento.

Assim como em qualquer outro trabalho, cada pessoa terá seu salário mensal para receber da empresa e isso independente de seus lucros ou até mesmo prejuízos.

A determinação do salário dos membros da família que trabalham na empresa pode ser uma das tarefas mais complexas visto que todos podem querer receber igual, mesmo que nem sempre seja justo, ou um ou outro queira a mais devido a sua dedicação, algo que pode não ser entendido.

Uma boa base para determinar esses valores, portanto, é estabelecer um teto de retirada para todos os donos e dividi-lo de acordo com as porcentagens. Para aqueles que trabalham diretamente na empresa, ainda é necessário calcular um salário condizente com a função e com o mercado.

5. Controle financeiro é essencial

Depois de ter acordado os salários e pró-labores da empresa é hora de fazer o planejamento financeiro. Esse controle é uma das partes mais importantes da organização. Afinal, sem dinheiro a empresa está fadada ao fracasso.

Assim como em qualquer outro negócio é preciso estar sempre atento às oportunidades de reduzir custos, sejam eles operacionais ou até mesmo tratando-se de capital humano.

Outro ponto importante é que as diferenças positivas no fim de cada mês devem ser bem aproveitadas, investindo-se ou até mesmo reservando para outros momentos de maior precisão.

6. Descreva todas as funções e atribuições de cada um

O que você faz dentro da empresa? Se você não sabe essa resposta com exatidão com certeza é hora de pensar nesse assunto.

Cada pessoa é importante e fundamental para o andamento das atividades e você sabia que se elas não souberem ao certo qual a sua função, toda a organização pode sair prejudicada?

Pois é! Assim como em qualquer outro tipo de empreendimento, dar ciência do que é o cargo e quais as suas principais atribuições é realmente importante para que todas as tarefas caminhem sem problemas.

Para auxiliar nesta etapa a dica é consultar o que os profissionais do mercado fazem nas tarefas pesquisadas e aplicar muito dessas observações no cotidiano do próprio negócio.

Se possível, crie um documento com a explicação de cada tarefa, quais as responsabilidades e encargos e assim por diante para que não restem mais dúvidas.

7. Saiba como tratar os funcionários / familiares

Respeito é a palavra que deve imperar em ambos os contextos, seja dentro de uma sala de reuniões ou dentro de uma sala de jantar no feriado prolongado. Ainda assim, é importante ter em mente que no ambiente empresarial certas atitudes são melhores aceitas ou vice versa.

Haja molejo!

Um dos principais desafios é comumente visto quando pais têm que se reportar aos filhos dentro da empresa, tios que precisam que aceitar as instruções de sobrinhos e assim por diante. Até mesmo entre irmãos pode ser bem complicado.

Evidentemente dentro da empresa o tratamento deve ser mais focado no profissionalismo. Sempre com muito respeito, pode ser necessário chamar a atenção e até mesmo corrigir atitudes dos familiares.

E tudo isso pede zelo, certo?

8. Dica Bônus!

Falando sobre gestão de empresa é claro que não podíamos deixar de fora o uso de ferramentas que facilitam esse trabalho, então, pode contar com a gente! 😉

Além da poderosíssima ferramenta Velit, durante a implantação fornecemos dicas super valiosas na hora de gerir um negócio. Pense nisso como uma consultoria particular pro sucesso de sua empresa.

Mas fala aí, gostou do artigo? quer mais informações? entra em contato conosco, vai ser um prazer poder te ajudar!

Como fidelizar seu cliente
Você já deve ter ouvido falar em “Fidelização de Clientes” algumas vezes. Essa é uma tendência de marketing que, a cada ano, fica ainda mais fortalecida. E sabe por quê? Porque funciona mesmo!

 

    Entre as maiores qualidades dessa estratégia de marketing estão o baixo custo de investimento e a facilidade de implementação. Um sistema de fidelidade é uma forma não só de manter seu cliente em seu comércio, mas de fazê-lo comprar cada vez mais. Para que ele funcione, é preciso manter um cadastro atualizado de seu cliente e associar todas as compras realizadas por ele em um sistema, para assim, transformar todo valor gasto em pontos.

     A parte operacional de se criar um Programa de Benefício é relativamente fácil. Tendo um software integrado como o VELIT , integrado as suas vendas e ao seu estoque, o que você vai precisar fazer é cadastrar o cliente e associar as compras realizadas por ele,  para que assim possa definir quantos reais vale um ponto, como informamos no tópico anterior.

     Um bom cadastro de clientes será seu maior tesouro. Com ele você vai conseguir entender o que seus consumidores mais compram, criar promoções personalizadas e ter sempre à mão todos os dados de seus clientes . Criar um bom programa de premiação por fidelidade está intimamente ligado a conhecer bem seu cliente. O que ele mais compra? Do que ele sente falta? Qual a faixa etária e hábitos de seu cliente? Conhecendo-o bem, você vai premiá-lo com algo realmente relevante para ele.

     Se você ainda não criou um programa de benefícios para seus clientes fiéis,  é hora de começar!

     É simples, não precisa de muito investimento e seu cliente vai adorar se sentir especial. Tanto que vai voltar e ainda comprar mais!

   E ai ? Gostou das nossas dicas ? Venha conhecer o VELIT-ERP e tenha tudo isso e muito mais em suas mãos!
Solicite uma demonstração gratuita!

Copyright © Velit Tecnologia da Informação 2021.Todos os direitos reservados.